segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

OS JOSEENSES BIRIBA BOYS

ESTA FOTO MOSTRA O SHOW DE CELLY CAMPELLO NA CANTINA BELLA VENEZIA ( ANO DE 1959 ) SENDO ACOMPANHADA POR CID CESAR AO PIANO,ROBERTO FRIGGI NA BATERIA E AURÉLIO DE BARROS NO CONTRABAIXO BONS TEMPOS DOS BIRIBA BOYS


Biriba Boys comandava os bailes de antigamente
Fernanda Guerra
Os músicos no palco tocando sucessos mambos, chá-chá-chás, boleros, sambas e até rock'n'roll e os casais dançando, dois-pra-lá, dois-pra-cá, de rostinho colado. Nas décadas de 1950 e 1960 --até meados dos anos 1970-- não havia jovem que não se empolgasse com os bailes dos clubes da região.

Aqui no Vale do Paraíba, um dos grupos que tinha presença marcada nos bailes era o Biriba Boys, comandado pelo maestro e pianista Sérgio Weiss.

Em uma época marcada pelo romantismo, em que vestidos rodados e paletó eram obrigatórios para quem queria fazer bonito no salão, o grupo se destacou com muitas novidades e energia para tocar até o amanhecer.

"Naquela época os bailes eram muito importantes. Não havia TV e barzinho como hoje, então a juventude se preparava com esmero para os bailes", disse o maestro Sérgio Weiss.

Ele contou que entre os anos 50 e 60 cada clube tinha um grande baile mensal --que começava às 23h e varava a madrugada, terminando só pelas 4h. Nos intervalos, as bandas agitavam os finais de semana com domingueiras dançantes, que iam das 17h às 20h.

"Os bailes eram fundamentais porque eram o local da paquera, do namorinho. O jeito antigo do 'téte-a-téte' era ideal para sentir se a paquera ia dar certo ou não. Era na hora da dança que a gente descobria se a menina era chata ou divertida", lembrou.

O maestro também recordou o início do Biriba Boys, que começou informalmente nos salões do Tênis Clube de São José dos Campos.

"Tinha um piano velho, que eu tocava, e chegava um músico com um pandeiro, outro com violão. O pessoal gostou e a diretoria pediu para a gente voltar. Um belo dia, disseram que a gente que ía ter que fazer o baile principal. Imagine, foi uma loucura para nós. Isso foi em 1949."

E bota loucura nisso, afinal, o grupo ainda não tinha nem nome definido, o que segundo Weiss, também ocorreu de forma repentina.

"Fui na rádio divulgar o show, naquela época aqui em São josé só tinha a 'ZYE-5'. E o locutor perguntou o nome da banda. A primeira coisa que me veio à cabeça foi 'Birira'. E ele perguntou 'Biriba o que?', no que eu respondi 'Boys, Biriba Boys'."

E o que significa 'Biriba'? Weiss contou que Biriba era o nome do mascote do Botafogo, do Rio, e também uma "entidade mágica", como o Saci, a quem se atribuía o "roubo" pelas coisas que sumiam.

"Quando não se achava algum objeto, se dizia que foi o Biriba que pegou."

Com um nome de origem tão irreverente, o Biriba Boys só podia ser um grupo pautado pela inovação. Camisas coloridas e estampadas -- feitas até de tecido de cortinas a la "Noviça Rebelde", instrumentos não convencionais e repertório afinado com sucessos de filmes, como "E O Vento Levou", e hits italianos, franceses, brasileiros e americanos, o Biriba Boys é um símbolo de um tempo que não volta mais --mas deixou muita saudade. fonte:http://www.jornalvalepaibano.com.br http://www.diariodaregiaovp.com.br

4 comentários:

  1. muito bom essa reportagem com o biriba boys,uma das maiores banda de baile do vale do paraiba. e essa foto histórica de nossa querida cely campelo,foi show de bola,parabéns. agora o lado triste: neste domingo,17-10 faleceu vitima de um avc, joao sidnei jacobino, o popular tarzan.exímio tecladista e arranjador, liderou por mais de 40 anos os biriba boys. lamentável.

    ResponderExcluir
  2. Rogerio Ivan Mimessi3 de janeiro de 2011 10:40

    Olá Rodolfo,
    Faltou somente dar a formação mais clássica doss "músicos" do Conjunto Biriba Boys. Meu pai, Ivan Mimessi, era o "crooner" e também tocava tambor (aparece na capa de dois LPs), mas tb se foi em 23 de dezembro de 2007 aos 77 anos de idade. Tenho 21 músicas deles tocando em mp3, qualidade razoável, e algumas fotos deles cantando em bailes, e caso se alguém se interessar posso passar por e-mail (rmimessi@uol.com.br).
    Grande abraço, Rogério Mimessi

    ResponderExcluir
  3. que bom depois de décadas ter notícias de um familiar de músico dos biriba boys.
    espero conseguir com vc algumas destas gravações e fotos.
    ab
    paulo

    ResponderExcluir
  4. Meu tio Wilson benedetti, tocava saquesofone,tinha maior orgulho de ter participado desse conjunto, já é falecido,

    ResponderExcluir