quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

BENEDITO MATARAZZO PERSONALIDADE ILUSTRE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP

BENEDITO MATARAZZO E LEÔNIDAS DA SILVA. FOTO DO WWW.MUSEUDEESPORTE.SJC.SP.GOV.BR
A jornada de Benedito Matarazzo
O deputado federal joseense empresta o nome à avenida mais extensa de São José e a uma escola

De entregador de remédios a deputado federal. Assim foi o eterno político Benedito Matarazzo que dá seu nome à mais extensa avenida de São José dos Campos, com sete quilômetros, e a uma escola da rede pública na região sul da cidade.

Filho de José Matarazzo e Anézia Matarazzo, Benedito Matarazzo nasceu na fazenda de seu avô no dia 6 de janeiro de 1919, em São José. Quando adolescente entregava remédios em sanatórios e ajudava tuberculosos e pobres.

"Sem saber meu marido já estava criando um vínculo com o povo. Ele sempre foi um homem bom que não pensava só nele e sim nas pessoas", disse sua esposa Hed Teixeira Leite Matarazzo, 83 anos.

Benedito Matarazzo se formou contador pela escola Olavo Bilac e começou a se envolver com a rádio local fazendo locução esportiva. Nessa época conheceu Hed, com quem se casou e teve dois filhos.

"Depois de alguns anos ele começou a escrever artigos polêmicos em jornais com pseudônimo de 'Clemenceau'", contou Hed.
POLÍTICO - Depois de ser vereador em São José, Benedito Matarazzo foi nomeado delegado da Iapi (Instituto de Aposentados e Pensionistas Industriais) e se candidatou a deputado. Teve 4 mandatos.
Sem esquecer São José, Matarazzo contribuiu para que a faculdade de odontologia da Unesp fosse instalada na cidade, ajudou na construção do Fórum e lutou por melhorias para o município.

"Foi um grande defensor de Getúlio Vargas, além de ser muito admirado por JK. Apesar de ser parente do grande empresário têxtil Francisco Matarazzo, ele não possuía grande fortuna", afirmou.

Em 1959, ele foi homenageado com medalhas e diploma do Ministério do Trabalho devido aos serviços prestados ao trabalhismo e a previdência social.

Em 22 de setembro de 1977, Benedito Matarazzo morreu de câncer no intestino. Sua morte causou grande impacto entre a população paulista, que se viu sem uma das figuras mais admiráveis e fiéis da política brasileira.
FONTE : http://jornal.valeparaibano.com.br/

4 comentários:

  1. VERA REGINA MATARAZZO RIBEIRO25 de fevereiro de 2010 15:21

    ESTE GRANDE HOMEM ERA MEU PAI. AGRADEÇO DE CORAÇÃO A SUA HOMENAGEM. SÃO JOSÉ E A POLÍTICA PERDERAM UM GRANDE HOMEM, COMPLETAMENTE DIFEENTE DOS POLÍTICOS DE HOJE. ERA UM IDEALISTA E AMOU O SEU POVO E SUA TERRA. mUITO OBRIGADA

    VERA REGINA MATARAZZO RIBEIRO

    ResponderExcluir
  2. Benedito Matarazzo. Com ele só aprendi coisas boas, inclusive ser corintiano!

    ResponderExcluir
  3. Grande homem, grande marido, grande pai, o Benedito. Sua influência continua viva no elevado nível cultural, social e humano de seus familiares, dos quais tenho o privilégio de ser amigo e fã!
    Eduardo Doria

    ResponderExcluir
  4. Ninguém é patriarca de uma família tão representativa impunemente. Benedito Matarazzo fez jus a ela e vice versa.

    Armando Taddei Junior
    26 de fevereiro de 2010

    ResponderExcluir